quinta-feira, 30 de julho de 2009

Usando toda a fé, seja o que Deus quiser!!!

Sem me referir ao fato específico em si, mas pensando em passagens...
Todos passamos por várias fases na vida.
Percebo passar por fases em que toda a minha teoria é testada e colocada em xeque, por isso eu afirmo que: só adoto uma teoria quando realmente acredito e dou conta dela.
Minha teoria não sobrevive sem a prática.
Já ouvi diversas pessoas dizendo que sou dura comigo mesmo e que não sou flexível, não é verdade!
Penso que ser dura comigo mesmo é ir contra as coisas em que acredito e por mais difícil que seja de se entender (para alguns) eu realmente prefiro sair ferida do que ferir.
Sou completamente flexível desde que conscientemente não faça mau a outro ou a mim.
Levo todo o tempo que tenho para construir minha vida, e não vou destruír isso por um momento impensado, gosto de mim e de minha postura em relação ao todo, me sinto em paz e sem culpas, e não há nada melhor que isso.
Bom, pode até ser que eu tenha dado uma viajada e saído do tema principal , mas retomo:
Minha fé aumenta na proporção em que as dificuldades surgem.
Quanto mais difícil são as fases que eu passo, mais eu tenho a certeza de que não to sozinha, de que cuidam de mim e me mostram a força que tenho e não sabia que tinha.
Eu não tenho medo de nada, eu sinto que sou protegida e isso me faz ver que realmente estou caminhando no bem.
Não, não sou alienada não (caso alguém pense isso), mas pelo resultado/consequências dos meus atos é bastante claro saber se estou ou não fazendo o que é melhor para todos, se o resultado é bom, então não há porque escolher outro caminho.
Falo isso com humildade, agradecida e feliz, por estar conseguindo caminhar na luz!

quinta-feira, 2 de julho de 2009

Abrindo os portais... (em construção)

Embarcando numa viagem, entenderá quem está no mesmo "trem".
(Difícil explicar tudo isso pois também ainda estou em processo de entendimento)
Todos somos um. (micro/macrocosmo)
Tenho plena consciência de que apesar de "ser", apenas "faço parte."
Só acredito em morte física, viveremos em nossa energia, em cada pessoa, animal ou coisa que conquistamos.
Haverá um tempo dessa consciência universal em que todos/tudo chegaremos na evolução plena e esse dia dependerá do ritmo da evolução de cada um.
Não olhe simplesmente, veja, sinta, perceba os sinais... senão perderá boa parte do que você pode ser.
Por mais incrível que pareça já consegui sentir minha passagem (ou não) no exato momento em que ela estava acontecendo, outras vezes só percebi depois.... fora as que não percebi ainda.
Mas eu sei, to no caminho e uma vez nele, estou incorporada.
Existir, é um presente e serei eternamente grata por isso.

Até quando? Eu não quero mais isso!!

Até quando teremos que ter medo uns dos outros?
Até quando?
Eu aceito, mas não entendo isso.
Não quero gerar medo em alguém e também não quero sentir medo... o que é que tá acontecendo, como chegamos a isso e como acabarmos com isso?
Uma das coisas que eu gosto em mim, é a leveza que sou... a paz e a alegria moram em mim.
Sinto as dores do mundo mas é bom saber que dentro do possível, não colaboro prá isso...
Essa paz e alegria que sinto é por saber que estou no caminho da evolução, da consciência universal.
Bom, eu sou adepta da práxis... (teoria e prática falam a mesma língua) então abandono a toda teoria em que não acredito ou não dou conta, se falo alguma coisa é porque no momento realmente acredito nela e ajo por ela.