domingo, 30 de janeiro de 2011

terça-feira, 25 de janeiro de 2011

"...Então, que seja doce. Repito todas as manhãs, ao abrir as janelas para deixar entrar o sol ou o cinza dos dias, bem assim: que seja doce. Quando há sol, esse sol bate na minha cara amassada do sono ou da insônia, contemplando as partículas de poeira soltas no ar, feito um pequeno universo, repito sete vezes para dar sorte: que seja doce que seja doce que seja doce e assim por diante..."
(Caio Fernando Abreu)

terça-feira, 18 de janeiro de 2011

"Foi perdendo o medo de abrir minhas cortinas que vi flores e borboletas, na transparência do novo dia."(desconheço autoria)

segunda-feira, 17 de janeiro de 2011

quinta-feira, 13 de janeiro de 2011

Toda ação gera uma reação

Sou anarquista.
- Anarquia significa ausência de coerção e não a ausência de ordem.
Coerção é o ato de induzir, pressionar ou compelir alguém a fazer algo pela força, intimidação ou ameaça.
- Ordem
Disposição das coisas de acordo com a categoria, o lugar que lhes convém. Regras, leis, estruturas que constituem uma sociedade.

Hoje é um daqueles dias em que está na hora de arrumar minha casa, portando deixo braços, coração, portas e janelas abertas.
Recebo o que quero, o que quer entrar e deixo livre também a saida pois minha casa (lar) é um lugar (onde quer que eu esteja) sagrado e em harmonia com o universo.
Aqui (mesmo que pareça utopia para alguns) eu vivo na gratidão, amor e ética e essa é uma regra de convivência que inspira pessoas a entrarem ou não.
Estou fazendo faxina.
Limpo, reciclo, coloco o que é de uso no lugar, fico com o que gosto e/ou preciso e me desfaço do " há mais" num gesto de agradecimento e retribuição ao que tenho.
Aqui se é bem recebido e cuidado com bastante carinho, mas também se trabalha para que esse ambiente se mantenha amoroso como é.
Conforme ajo, claro que o pó vai correndo embora (que bom!), mais aumenta o cheirinho gostoso e a sensação de bem estar.
Aqui a sombra também é importante pois quem a conhece sabe valorizar a luz.
Pois é, com licença porque to ocupada sendo feliz... felicidade à vocês também!!

sábado, 8 de janeiro de 2011

Compaixão

Sobre a sgte frase:

"De um modo geral, entendemos a compaixão como a capacidade de sentir o sofrimento do outro e desejar sinceramente minorá-lo."

Certa vez, na verdade, a única em q estive num templo budista, conheci uma 'monge' q ao discorrer sobre as 4 nobres verdades, mencionou a fundamentalidade d sermos compassivos. Ela falou sobre compaixão como sendo uma capacidade do ser humano p/ exercitar a humildade sem nos desviarmos da razão(c/ muito amor).

Não podemos compartilhar sofrimento, nem mesmo deveremos vislumbrar o 'sentir' da dor do outro pq a dor intensa quase sempre vem acompanhada de irracionalidade. Assim, torna-se necessário refletir sobre o tipo d vivência q o levou a este nível do 'sofrer', p/ então compreender q ñ podemos tirá-lo desse processo e menos ainda vivenciá-lo junto.

Então....o q é se compadecer da dor do outro?

A compaixão(ela disse) é sobretudo perdoar palavras ásperas, atitudes intempestivas, repentes d mau humor ou agressividade, como tb ñ tentar impedir q o outro chore ou vivencie aquele processo d agonia. Porém, ñ devemos somente aceitar ou apoiar. É sumamente importante e confortante mantermos nossos braços abertos ainda q chispas d rancor nos resvalem eventualmente.

É preciso q se aprenda a não fazer parte do sofrimento alheio pq somente assim poderemos auxiliar, cientes q nem sempre o auxílio significa amparar o erro e as ações decorrentes d momentos d revolta, raiva e dor. Isto significa tb sabermos alertar c/ amor, andar junto sem jamais abandonar; só q ñ se pode andar na direção p/ onde o 'desesperado' vai. Ao contrário disso, devemos amorosamente trabalhar no sentido d desviá-lo da escuridão.

Isso é compaixão(segundo a monge)!

Achei demais!!

(texto postado por minha amiga Miriam no Orkut(comunidade Vibração Positiva), vibro na mesma sintonia, então compartilho aqui.)

quarta-feira, 5 de janeiro de 2011


"Tenho agradecido por estar vivo, e ter andado por todos os lugares onde andei, e ter vivido tudo o que vivi, e ser exatamente como eu sou."
(Caio Fernando Abreu)

terça-feira, 4 de janeiro de 2011

FRASE DE OSHO

Eu digo a você que o sofrimento não o está segurando você é que está segurando o sofrimento. E se você puder fazer uns experimentos, aceitando o que eu estou dizendo, você irá compreender por si mesmo. E não apenas você compreenderá isso, mas você irá experienciar uma entrega você saberá como o sofrimento pode ser abandonado. E quando tornar-se bom na arte de abandonar o sofrimento, você irá perceber o que estava arrastando consigo. E ninguém, a não ser você, era responsável por isso.

Pense nisso e tenha um excelente dia repleto de acontecimentos e muita energia positiva!